quarta-feira, 19 de janeiro de 2011


O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, fez sua estreia no comando do Comitê de Política Monetária (Copom) ontem, primeiro dia do encontro que definirá os rumos da taxa básica de juros (Selic) da economia brasileira. A decisão final será divulgada hoje no fim da tarde.

A maioria dos analistas de mercado prevê que o Copom se decida por um aumento da Selic de pelo menos 0,5 ponto percentual, para 11,25% ao ano.

Eles acreditam que o BC precisa elevar os juros para afrouxar o consumo e, dessa forma, atacar a inflação, que teve taxa acumulada em quase 6% no ano passado.

A urgência de um novo ciclo de aperto, após seis meses de juros estacionados em 10,75%, foi explicitada pela própria autoridade no relatório de inflação de dezembro. Nele, o BC alerta que as ameaças à estabilidade de preços vão além dos aumentos pontuais nos alimentos.

Fonte: Destak

0 comentários: