segunda-feira, 10 de janeiro de 2011


O deputado Raad Massouh (DEM) começa hoje a colher assinaturas para que o projeto de lei que prevê a extinção do 14º e 15º salários dos parlamentares da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) seja votado em plenário. Pelo menos oito distritais precisam endossar a proposta para que ela seja apreciada em plenário.

A atual Mesa Diretora da Câmara Legislativa já se mostrou a favor do fim do benefício. Entre os deputados que anunciaram apoio estão o presidente da Casa, deputado Cabo Patrício (PT), o vice-presidente, deputado Dr. Michel (PSL) e o terceiro-secretário, Joe Valle (PSB). Se chegar ao plenário, o projeto precisará de, no mínimo, 13 votos favoráveis dos parlamentares para ser aprovado.

Em dezembro de 2010 os deputados aprovaram aumento de 61,8% nos próprios salários. O pagamento será de R$ 20.025 mil a partir do 1º de fevereiro. Portanto, o corte dos salário adicionais poderá gerar uma economia de R$ 1 milhão aos cofres da CLDF.

Os salários extras não estão incluídos, contudo, nas medidas estabelecidas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e, por isso, não fazem parte da ação conjunta, realizada desde o início deste ano, para diminuir gastos dentro da Casa. Segundo o deputado Cabo Patrício (PT), o projeto atende a uma "preocupação moral" da sociedade".

Fonte: Jornal Destak

0 comentários: