quarta-feira, 8 de junho de 2011

Apesar do abrandamento da alta da inflação em maio, os dados do IPCA mostram que o Banco Central (BC) não conseguiu ainda retomar as rédeas da escalada de preços. Grupos de maior peso no índice, como alimentação e habitação, continuam pressionados.

Por isso mesmo, a maioria dos analistas não mudou sua previsão para a reunião de hoje do Comitê de Política Monetária (Copom).

Projeta-se que o Copom se decida hoje à noite por um aumento de 0,25 ponto percentual na Selic, taxa básica de juros, que subiria dos atuais 12% ao ano para 12,25% anuais.

O Copom eleva a Selic para deixar os juros do crédito ao consumidor mais caros e, assim, frear o consumo e os preços.

Fonte: Destak

0 comentários: