quinta-feira, 16 de junho de 2011

Destak: "O ministro da Fazenda, Guido Mantega, comemorou ontem a queda do risco soberano do Brasil abaixo dos índices dos Estados Unidos.

O risco de cada nação deixar de honrar seus compromissos é medido pelas negociações de um título no mercado internacional, chamado de CDS (Credit Default Swap, em inglês).

Esse papel é um tipo de seguro vendido a investidores que querem se proteger de um eventual calote. Ter risco baixo significa que governo e empresas brasileiros podem se financiar no exterior pagando juros menores.

Nos últimos dias, o título brasileiro tem sido negociado em níveis mais baixos do que o americano. 'Isso mostra que estamos no caminho certo, que a política econômica está correta, o Brasil está se solidificando', diz o ministro.

O aumento do risco dos EUA está ligado ao temor de que o Congresso não aprove a elevação do teto de endividamento, o que deixaria o país inadimplente em agosto."

0 comentários: