segunda-feira, 4 de julho de 2016

Republicado de http://www.infomoney.com.br

Posso vender meus títulos do Tesouro Direto antes do vencimento?

A venda antecipada pode significar maior lucro ou mesmo prejuízo, entenda

 22 jun, 2016 10h00

Todos os títulos do Tesouro Direto possuem um prazo de vencimento. Essa é a data em que o Tesouro Nacional quita suas obrigações financeiras com os investidores. É o dia do resgate do valor do título. Se o investidor deseja receber o valor correspondente ao que foi contratado, precisa esperar o vencimento. Neste caso, a dica é casar essa data com o período em que irá utilizar o dinheiro aplicado.

Mas os títulos públicos, apesar de classificados como renda fixa, estão sujeitos à variação dos preços, que ocorrem diariamente. Os valores dos títulos do Tesouro Direto oscilam de acordo com as transações realizadas pelos agentes financeiros, conforme suas expectativas para a taxa de juros. Portanto, caso decida vender antes do prazo, o investidor poderá ganhar até mais do que o esperado, mas também corre o risco de ter perdas.

No caso dos títulos prefixados, se o juro de mercado subir ou a inflação for maior do que a projetada quando o título foi comprado, você resgata um valor menor do que se tivesse investido em um título pós-fixado, caso decida vender antes do vencimento. Por outro lado, se a taxa básica da economia cair, o investidor que tiver um título prefixado terá lucro ao vendê-lo antes do vencimento. Porque ele terá um investimento que paga uma taxa maior em relação àquela praticada no mercado.

Para se ter uma ideia, o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais com vencimento em 2025 já rendeu este ano 26,04% (considerando o retorno bruto, sem descontar o imposto de renda), um rendimento muito acima do CDI, que hoje está em 14,13% ao ano. 

Mas como um investimento considerado de renda fixa pode ter uma rentabilidade tão alta? Imagine que você comprou por R$ 1.000 um título prefixado do Tesouro Direto que paga uma taxa de 14% ao ano. Suponha que daqui a uma semana um título igual ao seu, com a mesma data de vencimento, esteja pagando 13% de rendimento ao ano. Se isso acontecer, o seu título, que rende 14% ao ano vai passar a valer mais do que os R$ 1.000 que você pagou – afinal, ele é igual àquele que paga “apenas” 13%, então não faria sentido ser vendido pelos mesmos R$ 1.000, certo? Portanto, o preço do título aumenta e se o investidor quiser vender antes ele vai receber mais do que aquilo que estava definido na hora da compra.

Mas pode ocorrer a situação inversa, que fará o seu título de R$ 1.000 valer menos. Neste caso, se o investidor vender o título antes do prazo de vencimento, receberá uma remuneração menor do que a esperada. 

O investidor somente poderá vender os títulos públicos antes da data de vencimento através da recompra do Tesouro Nacional. A recompra ocorre diariamente dentro do período que vai das 18 horas até às 5 horas da manhã do dia seguinte, no caso de dias úteis, e a qualquer hora nos fins de semana e feriados.

0 comentários: