quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Republicado de http://cultivozen.massahiro.com/2014/12/cultivo-da-pimenta-biquinho.html

Cultivo da Pimenta Biquinho




            A popularização do consumo de pimenta doce, como a biquinho – principalmente utilizada em forma de conservas - e a Cambuci é mais recente, antes apenas a pimenta doce italiana verde era encontrada no mercado, substituto do pimentão em alguns pratos. 


Figura 1 – Pimenta biquinho vermelha.



Figura 2 – Pimenta biquinho amarela.
            As pimentas e o pimentões são ricos em vitaminas. Muitos acreditam que as pimentas são afrodisíacos, inclusive as pimentas doce.
O problema é que essas hortaliças estão entre as mais contaminadas com defensivos agrícolas, por serem suscetíveis a pragas, muito comum na família das Solanaceae.
            Para quem não dispõe de muito espaço, o plantio da pimenta biquinho pode ser feito em vasos de 5, 10, 20 litros ou ainda volumes maiores, quanto maior o vaso maior o desenvolvimento da planta e mais farta é a colheita.
            Vamos ao cultivo da pimenta biquinho, na horta caseira:


1.      Mudas:


1.1.            Obtenção de mudas com plantio de sementes:

Recomenda-se iniciar o cultivo da pimenta biquinho plantando as sementes em vasilhames pequenos, como copos plásticos de 150 ou 200 ml.

Figura 3 – Plantio da semente em copo.
Copos com 4 furos no fundo, podendo ter um rasgo lateral no fundo de 1 cm, acrescentado 2 cm de areia e por cima terra, até atingir 2/3 da altura do copo, onde são colocadas 3 sementes e cobertas com mais 1 cm de terra. Soque a areia e depois a terra antes de colocar as sementes.
Regue e coloque o copo inicialmente em local protegido e a meia sombra.

Figura 4 – Início da germinação das sementes.
Depois de uma semana de plantio das sementes, pode ocorrer as germinações das sementes, podendo ser colocados em local ensolarado, senão a muda fica muito delgada.

Figura 5 – Replantio da muda em local definitivo.
Passados 19 dias de plantio das sementes, a planta pode ser levada ao local definitivo, no caso uma jardineira de 40 litros.


Figura 6 – Desenvolvimento das mudas.
Depois de 6 dias de replantio, com as plantas vigorosas, podem ser eliminadas 2 plantas.


1.2.            Obtenção de mudas através de ramos da planta:


É possível multiplicar uma planta sadia e produtiva, através dos ramos da planta. Após a colheita da 1ª carga de frutos, poderão ser retirados alguns ramos para obter as mudas.

Figura 7 – Ramos para muda.

Ramos de 3 a 5 cm de comprimento, retirados dos galhos mais carregados de ramos.
Na parte inferior do ramo são retiradas as folhas de 2 a 3 nós.
Figura 8 – Preparo para enraizamento.
Os ramos são enfiados em cubos de espuma fenólica, de aproximadamente 2,5 x 2,5 x 2,5 medidas em cm.

Figura 9 – Ramos em copos para enraizamento.
Colocados em copo plástico de 200 ml, com um rasgo a 2,5 cm do fundo, para que a muda não se afogue e facilite a drenagem da água de rega.
Interessante renovar/completar a água do copo a cada 3 dias.

Figura 10 – Vista do enraizamento do ramo.
Após 32 dias de cortado e colocado para enraizar o ramo. É possível que em menos de 20 dias a muda estaria pronta para replantio.
Ocorreu a perda de algumas folhas inferiores e as folhas remanescentes estavam infestadas de sugadores, como o pulgão, que foram maceradas manualmente. Os sugadores poderiam ser retirados com o auxílio de um pincel ou um pedaço de guardanapo.

Figura 11 – Replantio em copo com terra.
Copo preparado como descrito no item 1.1, colocando uma primeira porção de terra e socando para acomodar a muda com a espuma fenólica, de modo que o topo da espuma não ultrapasse o topo do copo, quando completar o copo com terra lateralmente da muda.
A muda já poderia ser replantada em local definitivo. Mas a vantagem da transição no copo é que depois que as mudas começam a se desenvolver, poderão ser escolhidas as mais sadias para o replantio definitivo, ainda as mudas que não forem utilizadas poderão substituir eventual perdas ou defasar o plantio.

Figura 12 – Replantio da muda em local definitivo.
Depois de 62 dias de colocar o ramo para enraizamento ou 30 dias do plantio com terra no copo.

Figura 13 – Desenvolvimento da planta.
Depois de 26 dias do replantio definitivo.
No exemplo apresentado verificamos que não houve ganho de tempo em relação a obtenção de mudas por sementes.
Se a muda enraizada fosse plantada em local definitivo, haveria um ganho de 40 dias.


2.    Floração e desenvolvimento dos frutos da muda obtida por semente:
Figura 14 – Floração.

Depois de 30 a 40 dias do replantio, a planta inicia a floração.

Figura 15 – Frutificação.
Depois de 74 dias de replantio, inicia-se a maturação dos frutos.


3.      Colheita da muda obtida por semente:

Figura 16 – Maturação dos frutos.
Depois de 90 dias de replantio, pode ser iniciada a colheita.
A planta estava com 40 cm de altura.


Figura 17 - Colheita.
Os frutos são colhidos juntamente com os talos.
No caso foram colhidos todos frutos desenvolvidos de uma vez, os frutos verdes dão ótima conserva e a conserva com a coloração vermelha e verde dá um bom visual.
O importante é que a pimenta não fique muito madura, pois a semente fica endurecida, para fazer conserva, pois a pimenta é colocada inteira.


4.      Preparo do vaso ou jardineira:
A terra utilizada para o cultivo da pimenta pode ser comprada em casas especializadas em produtos agrícolas.
Se for preparar a terra em casa, adicione adubo orgânico, em proporção no mínimo de 70% de terra e 30 % de adubo orgânico em volume, mais NPK e calcário, para esses dois últimos produtos seguir as recomendações do fabricante.
Se for reaproveitar terra utilizada em outra cultura anterior, pode ser seguido o item anterior, mas depois de feita a mistura, regue com água e deixe a terra descansar, pelo menos por um mês.
Antes de receber a terra, os vasos ou as jardineiras devem ter seus furos para drenagem cobertos com telas de nylon e adicionar 2 cm de areia de granulometria média ou grossa. A areia deve ser socada para ficar compactada no fundo do vaso.


5.      Adubação complementar:
Após concluída a colheita, faça cobertura com terra adubada, do vaso ou da jardineira, em torno de 0,5 litro para cada 10 litros de terra do vaso. Assim a planta emite novos ramos e novas florações mais vigorosas.


6.      Pragas:
Muito comum aparecer sugadores e mosca branca na parte inferior das folhas, que podem ser maceradas, desde a fase de muda. Existem diversos produtos considerados orgânicos para combater essas pragas, tipo calda de fumo, de pimenta + alho, etc.
O controle desde a fase de muda é importante porque não prejudica o desenvolvimento das plantas.

Para o cultivo em vaso, o controle manual pode ser suficiente, desde que a planta seja vistoriada semanalmente, utilizando um pincel para pintura, com ponta chata, cerdas não muito macia, para retirar os sugadores. Pode ser deitado o vaso, com cuidado, para facilitar a retirada dos sugadores.


7.      Cultivo em vasilhames menores:

O cultivo da pimenta biquinho em vasos de 5 litros:

Figura 18 – Pimenta biquinho em vaso de 5 litros, com plantio de sementes.
Pimenta biquinho em vaso de 5 litros, depois de 94 dias do replantio.



Figura 19 – Pimenta biquinho em vaso de 5 litros, planta obtida com mudas de ramos.
Depois de 65 dias do replantio no vaso (Muda da Figura 7).



O cultivo da pimenta biquinho em vasos de 7 litros:
Figura 20 – Início da maturação dos frutos.
1ª carga de frutos, planta com 38 cm de altura, após 77 do plantio no vaso.

Figura 21 - Pimenta Biquinho no vaso de 7 litros
2ª carga de frutos.


Figura 22 - Colheita
Colheita dos frutos da figura anterior, após 16 dias.
Para conserva, os frutos maduros ainda devem estar com as sementes tenras. Se o fruto começar a apresentar trincas, as sementes já podem estar endurecidas.


8.      Dicas:
A ardência da pimenta levada muito a sério que até existe uma escala de ardência (Escala de Scoville)Para quem prefere pimenta doce, na hora de adquirir as sementes, lembramos que existe pimenta biquinho ardida.


Figura 23 - Conserva da pimenta biquinho.

A conserva de pimenta biquinho doce, feita com vinagre com ou sem cachaça, sal e açúcar. Nessa conserva ainda pode ser adicionado o alho, o alecrim, etc. Nas saladas feitas com folhas de alface, rúcula, do almeirão e outras verduras, é comum utilizar bastante sal, que poderia ser substituído com a mistura da conserva (picles) de pimenta biquinho ou Cambuci. A salada vai ficar muito deliciosa.
Colha as pimentas com as hastes (Figura 22) e na hora de preparar a conserva retire as hastes. Faça um pequeno corte, com a ponta de uma faca, na parte onde ficavam as hastes, para o vinagre penetrar bem na pimenta.
Ainda sobre as mudas obtidas através dos ramos de uma planta em cultivo, foi observado nesse método, a planta apresenta desenvolvimento de muitos galhos na parte inferior da planta, ao contrário da planta cultivado através da germinação por sementes. 
  
Figura 24 - Planta de muda originária de ramos (Figura 7). 
Depois de 36 dias do plantio definitivo, de copo para jardineira.
Observar na figura anterior a planta apresenta muitos galhos na parte inferior.
Pode ser feito um raleamento, deixando apenas 2 a 3 galhos saindo da base da planta, inclusive aproveitado alguns ramos para novas mudas.
Com o raleamento a planta deve produzir frutos maiores e diminui a infestação de sugadores na parte inferior da planta, onde é mais difícil eliminá-los.

Exemplo de uma das plantas de pimenta biquinho em jardineira de 40 litros.


Figura 25 - Pimenta biquinho em jardineira de 40 litros.
Planta se desenvolveu muito mais que a apresentada na Figura 16, na mesma jardineira, sendo que as sementes dessas plantas foram adquiridas por fornecedores diferentes.

Essas plantas produzem até o 5º mês após o replantio definitivo em vaso ou jardineira, portanto para manter uma produção continuada, após 45 dias de replantio das plantas anteriores, se faz novo plantio de sementes.

As mudas que são eliminadas, nos procedimentos do item 1.1, Figura 6, se cortadas com uma tesoura limpa, ainda podem se reaproveitadas para novas mudas, bastando seguir os mesmos procedimentos do item 1.2.

0 comentários: